Divulgado relatório do Projeto Distúrbios do Sistema Osteomuscular Relacionados ao Trabalho (DORT)

Foi divulgado o Relatório do Projeto “Distúrbios do Sistema Osteomuscular Relacionados ao Trabalho (DORT)”, do Curso de Fisioterapia da Faculdade AJES, realizado nos dias 04, 05, 11 e 12 de agosto na própria instituição.

No dia 04 de Agosto foi realizada a aula expositiva abordando os seguintes tópicos: conceitos, aspectos epidemiológicos, fatores de risco, diagnóstico, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do supinador, síndrome do pronador redondo, síndrome do interósseo anterior, síndrome do túnel do carpo, lesão do nervo mediano na base da mão, síndrome do canal cubital, síndrome do canal de Guyon, síndrome do interósseo posterior, doença DeQuervain, dedo em gatilho, epicondilite lateral, epicondilite medial, tendinite biceptal, tendinite do supra-espinhoso, tenossinovite dos extensores dos dedos e do carpo, tenossinovite dos flexores dos dedos e dos flexores do carpo, tendinite distal do bíceps, tenossinovite do braquiorradial, cistos sinoviais, distrofia simpático-reflexa, cãimbra do escrivão, contratura fibrosa da fáscia palmar, aspectos gerais do tratamento e prevenção e notificação da CAT.

Já no dia 05 de Agosto foi realizada a leitura do Trabalho de Conclusão de Curso sob o título de “A Ocorrência de Casos de Acidentes de Trabalho Graves no Município de Juína/MT, de 2010 a 2014” da aluna Edlaine Rodrigues de Oliveira, a qual foi orientanda pelo professor Marco Taneda. Após a leitura e interpretações dos dados e resultados do TCC, foi realizada uma reflexão sobre a ocorrência das DORT no município de Juína e região.

No dia 11 de Agosto os acadêmicos realizaram uma avaliação sobre os conhecimentos adquiridos sobre as DORT, assim como, também, transcreveram o seu feedback sobre o projeto DORT. No dia 12 foi realizada a devolutiva das avaliações e encerramento do projeto DORT.

A acadêmica Nilcinéia Zocche comentou em relação ao feedback dos alunos sobre o projeto de extensão DORT, que “o conhecimento sobre os Distúrbios do Sistema Osteomuscular Relacionados ao Trabalho (DORT), é de suma importância, já que os gastos com a saúde do trabalhador têm aumentado nas últimas décadas. O projeto DORT, ministrado pelo professor Marco Taneda, foi bastante esclarecedor, pois não tínhamos muito conhecimento sobre o assunto. Pudemos discutir sobre as relações entre patrão e trabalhador na nossa cidade, além de conhecer os direitos dos trabalhadores, que na maioria das vezes são negligenciados pelos contratantes. Para a nossa formação acadêmica também é importante o conhecimento sobre as DORT, pois no futuro poderemos atuar no tratamento de pacientes com DORT”.

A acadêmica Khettlen Krindges enfatizou que “o projeto DORT foi fundamental para a aquisição de conhecimento, já que não havia o mesmo em relação ao assunto. Como os Distúrbios do Sistema Osteomuscular Relacionados ao Trabalho são muito comuns e levam a grande maioria a buscar assistência fisioterapêutica, o projeto DORT se fez importante para o norteamento. Por meio deste, passamos a conhecer síndromes, distúrbios musculares não vistos antes e que farão parte da nossa rotina profissional. Mesmo o projeto tendo pouca duração, foi bastante proveitoso, nos possibilitou verificar as causas, tratamentos e forma de prevenção das DORT, bem como deve prosseguir a emissão dos casos relatados”.

Já a aluna Dara Daiana da Silva disse que ficou sabendo do projeto por uma colega, se inscreveu somente para conseguir as horas atividades complementares, “mas ao decorrer do projeto, gostei muito pois falava sobre algo muito pouco conhecido pelos trabalhadores”.

De acordo com o Professor Marco Taneda, o projeto DORT alcançou todos os seus objetivos, que eram elucidar sobre os temas relacionados às DORT, apresentar a importância da notificação da Comunicação dos Acidentes de Trabalho (CAT) e promover a importância do profissional fisioterapeuta tanto no âmbito preventivo quanto reabilitador das DORT.